segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Ai que eu desfaleço-me

Meus amigos, camaradas, gentes, ai que eu estou vai não vai para ter, sei lá, uma quebra de tensão derivada de uma patite, uma grande patite!, uma coisa ruim que passou cá por casa e me deixou exausta da Silva, mais cansada do que se tivesse corrido aqueles kms todos que o maluco do tuga andou a correr pelo deserto com um calor de 50 graus à sombra com um camelo às costas. O que tive? Tive três aniversários de seguida, tum tum tum, aquilo foi alinhá-los a todos e desatar a disparar como se não houvesse amanhã.

Bolo biscuit, 20 de Setembro, 2013
Na Sexta-feira, dia 20, pequeno biscuit fez um ano. A coisa mais linda da sua mãe já anda e tem um dente e 1/10 (o que é 1/10 de dente, perguntais, é quando o dito já rompeu a gengiva mas ainda nem se sente). Está lindo e tão bom que até apetece trincar. Endiabrado, tem-lhe dado para trepar para o sofá (descer, que é bom, népia -- até à data a coisa tem funcionado bem porque a mamã está sempre por perto). Acha graça a dizer uh-oh e a brincar de cu-cu atrás das portas. Não consegue ver a porta do frigorífico ou da máquina da louça abertas e vem a correr fechá-las. Adora bananas e iogurte, e come grissini de parmesão como a mãe come bolachas. Houve festa e houve bolo.  O azulinho da foto.

Bolo de Monsieur Bolacha, 21 de Setembro, 2013
No dia seguinte, Sábado, dia 21, foi a vez do Monsieur Bolacha soprar velinhas no bolo que a sua própria progenitora, minha mui querida sogra, cozeu. Este daqui mesmo, de cenoura com cobertura de cream cheese (não negueis à partida uma ciência que desconheceis, os americanos sabem fazer bolos de plástico melhor que muito bolo de confeitaria de renome que p'raí anda!).
Antes disso ainda rumámos, com mini-bolacha, até ao Sealife, no mall, para celebrarmos os anos da cachopa com os amiguinhos; o bolo fui eu quem o fez e decorou com pasta de açúcar (Zita, terias orgulho de moi! -- se quiseres e o bolo te envergonhar eu nego já qualquer parentesco!), ó p'ra ele aqui:
Bolo mini-bolacha, 21 de Setembro, 2013
Putos aos berros, uma canseira tramada para arranjar tudo, balões, presentes para os miúdos (WTF?, no meu tempo não era nada disto!), nem almocei, quando dei por ela estava a cortar florzinhas de melancia com um molde para fondant.

No Domingo foi dia santo e não houve festa, ainda que tenha feito panados de peru.

Na Segunda, hoje, dia 23, pequena miss fez então quatro anos, está uma princesa e celebrou como tal. Esgoelei-me de tanto cantar parabéns e happy birthdays, inventei letras novas, e ainda consegui a proeza de me lembrar da melodia do babyTV "hoje estou muito feliz...". Não houve bolo novo, que nesta casa estão a sobrar doçuras, e a pequena tornou a soprar velinhas num bolinho de gema enviado pela Zita, que depois naturalmente comeu, lambuzando-se com uma miniatura de bolinhos de cenoura e uma colher de gelado de chocolate. Depois da pizza ao jantar foi para a cama a custo, não conseguia dormir de tão excitada (na cama contou repetidamente até twenty-ten, o máximo que sabe, e conhecido noutros círculos como trinta). Foi melhor que Natal, acho eu. Eu, amigos, eu preciso de um guindaste para me arrastar até ao primeiro andar. Alguém me ajuda? Sempre grata...

8 comentários:

  1. "Faço ano. Hoje estou tão feliz. Faço anos. Estou feliz, feliz, feliz, feliz... FELIZ! Hoje estou muito feliz. Hoje estou muito feliz. Esperei o ano todo e agora chegou..." :) As músicas do Baby TV ecoam na minha cabeça. O meu pequeno rebento também as adora.

    Parabéns aos teus amores pequeninos Muitas felicidades e desejos concretizados. Beijocas!

    ResponderEliminar
  2. Muitos parabéns aos pimpolhos e papá. E a fominha gulosa que agora me deu, hein? ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anda cá a casa que há muito bolo! Também se arranjam pita chips com queijo cheddar, se te apetecer mais o amargo. Queres que te vá buscar ao aeroporto a que horas?
      Sorriso!

      Eliminar
  3. Então? Compra lá o bilhete de avião que vou aí ajudar-te!...

    ResponderEliminar
  4. Clap clap clap sodôna Maria Bê, my hat's off to you. E esse bolinho com as flores? Amazing:-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Triss, ainda estou que nem posso!
      Sorriso!

      Eliminar
  5. Parabéns à família! Parabéns à pasteleira que não renega a família! :D Agora só precisas mesmo de uma massagem de desintoxicação... Vem até terras do sul que eu faço-ta com todo o prazer... (não se notou muito a publicidade, pois não?!?) ;)

    Beijos da cidade das acácias,

    Ruiva

    ResponderEliminar